ARVORES NATIVAS IPE ROXO -MUDAS DE IPE ROXO

mudas nativas IPE ROXO
ARVORES NATIVAS DE IPE ROXO

Mudas Floresta- Chacara das Palmeiras-Tupã

MUDAS DE IPE ROXO


IPÊ ROXO (Tabebuia heptaphylla)

Ocorrência da Bahia até o Rio Grande do Sul
Outros nomes ipê roxo de sete folhas, ipê preto, ipê rosa, pau d'arco roxo, cabroé, graraíba, ipê de flor roxa, ipê piranga, ipê uva, peúva, piuva.
Características espécie decídua que atinge de 10 a 20 m de altura.  Tronco roliço revestido de casca parda-acinzentada, rugosa, finamente fissurada vertical e transversalmente, gerando placas persistentes, com 40 a 80 cm de diâmetro.  Os ramos dicotômicos, tortuosos e grossos formam uma copa moderadamente ampla e globosa. Ramos novos cobertos de pêlos. Folhas digitadas, opostas, longamente pecioladas, 5 a 7 folíolos oblongos, coriáceos, com margem com pequenos dentes e ápices agudos, de coloração verde-escura.  Flores arroxeadas pouco pilosas. São muito abundantes, nascendo nos ramos ainda sem folhas, com lenho adulto. O cálice é pequeno, campanulado e a corola campanulada-afunilada.  Fruto cápsula, seco e deiscente, é linear ou sinuoso, estriado, muito longo de 9 a 47 cm de comprimento, com sementes em grande quantidade, grandes e aladas. Medem de 2,5 a 3,0 cm de comprimento e cerca de 6 a 7 mm de largura. São acastanhadas e membranáceas mais ou menos brilhantes e delicadas. Para cada quilo obtém-se 29.000 sementes.
Habitat - formações florestais do complexo atlântico e ocasionalmente no cerradão e na caatinga.

ipe roxo
Propagação sementes
Madeira muito pesada, dura e de ótima durabilidade, resistente ao ataque de insetos e ao apodrecimento. Estas características as tornam moderadamente difícial de trabalhar, principalmente com ferramentas manuais, que perdem rapidamente a afiação. Coloração escura e alburno claro. A superfície é pouco brilhante, lisa e de aspecto oleoso. É considerada �madeira de lei.
Utilidade madeira usada em obras externas como mourões, pontes e dormentes; na construção civil como vigas, caibros e assoalhos e na confecção de carroçerias e bengalas. Indicada para paisagismo em geral, reflorestamento e regeneração de áreas degradadas em locais sem inundações. É muito usado em medicina popular.
Da entrecasca faz-se um chá que é usado no tratamento de gripes e depurativo do sangue. As folhas são utilizadas contra úlceras sifilíticas e blenorrágicas. A espécie também tem propriedades anticancerígenas, anti-reumáticas e antianêmicas. Também é usado como recurso medicinal para tratamento de diabetes mellitus.
Florescimento julho a setembro com a árvore totalmente desprovida de folhagem. No período que antecede a floração, as folhas caem e surgem no ápice dos ramos magníficas panículas com numerosas flores tubulosas, de coloração rósea ou roxa, perfumadas e atrativas para abelhas e pássaros.
Frutificação setembro a novembro

Fonte:http://www.vivaterra.org.br/arvores_nativas_2.htm#iperoxo