arvores de URUCUM

mudas de URUCUM

Urucum

urucum sementes
URUCUM (Bixa orellana)

Ocorrência  da região amazônica até a Bahia 
Outros nomes - urucuzeiro, achicote, achiote, achote, bija, bixa, colorau, orucú, tintória, urucú, urucu da mata, urucu bravo, urucuuba, uru uva, açafroeira da terra, açafroa 
Características  espécie exuberante, seja pela beleza de suas flores, seja pelos seus vistosos cachos de frutos, que pode atingir 5 m de altura. Tronco com 15 a 25 cm de diâmetro. Suas folhas são em formato de coração, com a ponta afilada, glabras, alternadas, com 8 a 11 cm de comprimento e sustentadas por longos pecíolos. As inflorescências são compostas de muitas flores brancas, levemente rosadas ou róseas. Os frutos são cápsulas ovóides a globosas, deiscentes e de coloração marrom-avermelhada que encerram numerosas sementes pequenas e ricas em corante vermelho, conhecido como bixina, envoltas por um arilo pulverulento, de aspecto ceroso e coloração vermelho-alaranjada, contendo substâncias corancarotenóides. A bixina constitui cerca de 3% do peso das sementes e é utilizada como corante para alimentos e cosméticos. 
Habitat  floresta pluvial 
Propagação  sementes e estaquia 
Madeira  leve, mole, de baixa durabilidade natural 
Utilidade  cultivada em muitas regiões para exploração de suas sementes e, como planta ornamental, sendo bastante empregada pelos povos indígenas para tingir a pele, como repelente de insetos e para rituais religiosos. As sementes são condimentares e tintoriais. Hoje ele é usado amplamente na indústria alimentícia como corante de diversos produtos. Na cultura popular também é conhecido pelas suas propriedades fitoterápicas, com ações expectorantes, antibióticas, antiinflamatórias, entre outras. A madeira é de qualidade mediana e é aproveitada localmente para lenha. 
Florescimento  durante a primavera a início do verão
Frutificação  final do verão a início do outono 

http://www.vivaterra.org.br/arvores_nativas_3.htm#urucum